Importação de máquinas deve registrar queda representativa em 2016, diz ABIMEI

A Folha de São Paulo entrevistou, no último dia 17/08, o presidente da ABIMEI, Paulo Castelo Branco. A matéria da coluna Mercado Aberto trata da previsão da ABIMEI quanto a queda na importação de máquinas em 2016, apontando como principais razões para o quadro a crise econômica brasileira e a variação cambial.

A matéria, completa, está a seguir. Para ler, basta clicar na imagem.

Sem título

TRUMPF marca presença no 8º edição do Simpósio SAE BRASIL de Manufatura

A TRUMPF irá participar da 8º edição do Simpósio SAE BRASIL de Manufatura, em Caxias do Sul (RS), que irá acontecer no dia 14 de setembro no Hotel Intercity Premium, e no dia 15, na FTEC Faculdades.

Este ano, o tema abordado será “Manufatura Competitiva: lições aprendidas e os caminhos da retomada”, que visa a discutir os novos desafios das indústrias do setor para se adaptarem ao mercado e manterem-se ativas. Na ocasião, a empresa irá apresentar uma de suas máquinas de marcação a laser, a TruMark Station 1000.

Confira mais informações no site oficial do evento:

www.portal.saebrasil.org.br/portal/evento/8o-simposio-sae-brasil-de-manufatura

CLARK Empilhadeiras apresenta nova linha de empilhadeiras a combustão GTS

Pioneira na fabricação de empilhadeiras, a CLARK Empilhadeiras, empresa subsidiária da Clark Material Handling International, responsável pela venda de equipamentos da marca no Brasil, está lançando uma nova família de empilhadeiras a combustão, a GTS, parte de sua estratégia que vai culminar na comemoração, em 2017, de seu centenário, além de seus esforços para fomentar os negócios, reforçar a marca e produtos. Além da divulgação nacional do novo produto, a Clark está promovendo treinamento de sua rede de distribuidores, eventos regionais e condições especiais de vendas para o lançamento.

A família GTS será disponibilizada em modelos com três capacidades de carga distintas: 2.500 kg (GTS25); 3.000 kg (GTS30) e 3.300 kg (GTS33), elevação de torre até 7 metros, e motorizações Diesel e GLP. Na versão GLP, a série GTS é equipada com a versão atualizada do motor Mitsubishi 4G64, tradicional parceira da Clark, com a tecnologia PSI em seu sistema de injeção e um ganho de até 37, 25%de potência – 70 hp (modelo anterior era de 51 hp) -, proporcionando maior produtividade em seu desempenho.

De acordo com a responsável pelo Marketing na Clark Empilhadeiras, Daniela Gomes, a família GTS tem dois grandes destaques tecnológicos de série que transformam seus equipamentos em modelos altamente competitivos em termos de custo-benefício: freios a disco banhados a óleo e alavancas do comando hidráulico posicionadas ao lado do assento do operador.

“Temos na GTS modelos competitivos, tanto em aspecto tecnológico quanto de preço, para fazer frente ao concorrido mercado atual. Nosso objetivo com esse lançamento, já aprovado em outros países pelo mundo, é conquistar market share e oferecer às empresas brasileiras um equipamento forte para suas operações”, destaca a profissional.

Projetada para todos os tipos de operações, a robustez, confiabilidade e durabilidade da GTS podem ser vistos em seu primeiro diferencial, os freios a disco banhados em óleo, que vêm de série – antes de integrar os modelos da família, eram encontrados apenas em máquinas de maior capacidade. O freio a disco banhado em óleo é um item livre de manutenção, pode chegar a ter 10 mil horas de vida útil, além de proporcionar alta eficiência com o mínimo de esforço para o operador do equipamento: quase 50% se comparado com os freios a tambor.

“Incorporamos esse diferencial à Família GTS em razão das exigências cada vez maiores das empresas, principalmente as multinacionais, que exigem esse item de série”, assinala Daniela.

O segundo destaque das máquinas GTS é a maior ergonomia na cabine do operador, que incorpora ajustes longitudinais de encosto e de peso no assento do operador, aliado ao ajuste da coluna de direção e amplo espaço na cabine, oferecendo maior conforto ao operador e atendendo a 97,5% das estaturas da população adulta no mundo. A sobreposição das vigas das torres proporciona um intertravamento entre estas e um perfil estreito de forma a maximizar o campo de visão; já as barras de segurança superiores da torre correm paralelas à linha de visão do operador, resultando em uma visão livre e desobstruída.

Os equipamentos têm, ainda, em sua cabine, degraus largos e abertos, com placas antiderrapantes; assento ajustável; três pontos de apoio para entrada e saída do equipamento – apoio do braço, alça de apoio e degrau de acesso; coluna de direção ajustável. “Projetamos para essa família um conjunto de alavancas hidráulicas integrado ao capô, assim como o freio de estacionamento está localizado ao lado do assento, proporcionando melhor ergonomia ao trabalho do operador. O banco tem suspensão e acompanha braços de apoio articuláveis, deixando o operador à vontade para uso e conforto na operação de alavancas” esclarece Daniela.

“A Clark Empilhadeiras está preparada para atender ao mercado com estoque de equipamentos e também amplo estoque de peças exclusivo para esses modelos. Nossas expectativas são positivas e acreditamos que a Família GTS vai conquistar as empresas em todo o território nacional com seus diferenciais e itens de série”, finaliza Daniela Gomes, do Marketing da Clark.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS FAMÍLIA GTS

Combustível: GLP/ Diesel

Pneus: Pneumáticos/ Superelásticos

Capacidades: 2.500 kg (GTS25); 3.000 kg (GTS30) e 3.300 kg (GTS33)

Motor: equipamento GLP, Mitsubishi 4G64G PSI (2.4L, 70 cv)// equipamento Diesel, Yanmar (3.3L, 60cv)

Freios:  a disco banhados em óleo

Transmissão: Split (oferece maior facilidade para acesso de manutenção, operação mais suave e mais confortável)

Comandos hidráulicos e freio de estacionamento: localizados ao lado do assento do operador.

Sistemas de segurança: baixa pressão do óleo motor e alta temperatura do motor e da transmissão (vistos no painel da empilhadeira; partida somente em neutro; válvula de bloqueio hidráulico; mola gás com travamento automático no capô; proteção de freio de estacionamento e a transmissão.

Veja no YouTube o vídeo demonstrativo de operação dos modelos da família GTS:

https://www.youtube.com/watch?v=qFw1jSjGKbs

 

Com apoio da ABIMEI, Interplast 2016 reúne principais lançamentos da indústria do plástico em Joinville (SC)

Um dos mais importantes encontros da indústria do plástico acontece esta semana em Joinville (SC), de 16 a 19 de agosto. É a Interplast 2016, evento que conta com o apoio da Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais (ABIMEI) e apresentará, nos mais de 21 mil m² do Expoville, as grandes novidades em equipamentos, máquinas e produtos para o setor. Serão 400 empresas de diferentes países expondo inovações da área para um público previsto de mais de 30 mil visitantes.

“A indústria plástica é das principais no Brasil e emprega mais de 300 mil pessoas. É fundamental para a ABIMEI estar neste encontro tão importante para o setor. A demanda para a área de máquinas para transformação de plástico é grande no País e, por isso, existe espaço suficiente para os fabricantes nacionais e importadores de máquinas e equipamentos para a indústria plástica”, comenta o diretor Financeiro da ABIMEI, Christopher Mendes.

No mesmo evento, a Brásia, associada ABIMEI, apresentará um novo maquinário, sua impressora carimbadeira. “Mostraremos uma impressora que utiliza os mesmos insumos de uma máquina flexográfica, porém mais simplificada. Ela imprime saco a saco e atende desde o pequeno empreendedor até médias e grandes empresas, pois imprime baixas tiragens sem perda de tempo em ‘setup’ e com baixos custos”, explica Mendes.

A Interplast ainda apresentará, em ações paralelas ao evento, a Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentas, um Congresso Técnico com palestras e minicursos (ministrados por empresas como Siemens e Volkswagen), além de um Workshop do Senai, voltado aos últimos avanços em manufatura. A Interplast acontece sempre das 14h às 21h, no Parque da Expoville, em Joinville.

Serviço

Evento: Interplast 2016

Local: Parque da Expoville

Endereço: Rua 15 Novembro, 4315 – Glória – Joinville – SC

Data: 16 a 19 de agosto

Horário: das 14h às 21h

ABIMEI fala sobre a necessidade de estabilidade política por retomada de investimentos

O presidente da ABIMEI, Paulo Castelo Branco, foi entrevistado no último dia 10 de agosto pelo jornal DCI. A matéria trata sobre importância que a estabilidade política, a ser alcançada após o processo de impeachment ser finalizado, terá para que sejam retomados investimentos na indústria.

A matéria, completa, está a seguir. Para ler, basta clicar na imagem.

DCI

Seminário sobre reestruturação de empresas oferece condições especiais a associados ABIMEI

Empresas associadas à ABIMEI poderão participar do seminário “Reestruturação de empresas: desafios e estratégias para renegociação de dívidas”, evento realizado pela INOVA, que vai ocorrer no dia 4 de agosto, em São Paulo.

O seminário terá a presença de palestrantes da Ernst & Young, Standard & Poor’s e do Tribunal de Justiça de São Paulo, entre outros. Quem for associado à ABIMEI poderá fazer a inscrição com 20% de desconto, uma redução de cerca de R$ 600 no valor do investimento.

O evento reunirá renomados especialistas em renegociação e reestruturação de dívidas, a fim de discutir as melhores estratégias de reorganização sistemática do endividamento de empresas.

Para fazer a inscrição ou ter mais informações, clique aqui.

Cenário
O relatório divulgado pela S&P Global Ratings, em abril, constata que mais empresas deverão renegociar suas dívidas, por conta da alta dos juros, do aumento do custo dos financiamentos e da queda nos retornos financeiros. Segundo a S&P, alguns setores veem seus ativos terem queda de preço, ao mesmo tempo que o Brasil vive uma grave deterioração econômica, juntamente com o colapso no preço das commodities.

De acordo com o Banco Central, o saldo das operações de crédito que sofreram renegociação passou de 6,7% no fim do primeiro semestre (junho do ano passado) para 7,6% em dezembro de 2015. Já o saldo das operações restruturadas evoluiu de 1,6% da carteira (estoque de crédito bancário) em junho para 1,9% em dezembro.

abimei